sexta-feira, 30 de maio de 2008

Uma passada rapidinha...

Pessoas...estou passando rapidinho pra dizer que o evento VIVA A MATA 2008 tá um show...

...Quem não for, vai perder a ótima oportunidade de se informar sobre o que está acontecendo com a nossa mata atlântica, (quer dizer: com o que ainda resta dela, e da fauna que nela habita) e vai perder a oportunidade também de saber que algumas mudanças simples no nosso dia- à-dia podem salvar nosso meio ambiente. Precisamos ter mais de consciência sobre as consequências dos nossos atos e já deveriamos há muito tempo ter começado à conter essa degradação inconscequênte do planeta. Sabe, não é de hoje que eu tenho comigo esta causa...acho que os soldados do Corpo de Bombeiros daqui do bairro onde moro (Cidade Tiradentes Z/L) já estão cansados de receber ligações minhas avisando sobre incêndios na mata, pois aqui ainda restam alguns "pedacinhos" de mata atlântica. São áreas que fazem divisa de São Paulo com Ferraz de Vasconcelos, e que a prefeitura e a população ""AINDA"" não ocuparam para construir mais COHABS/CDHUS ou "casas" de invasão. Moro aqui há 24 anos e quando cheguei aqui, era tudo tão lindo, quase intocado, tinha tanto verde, o lugar, apesar de ser considerado "bairro dormitório" por ser afastado do grande centro comercial da cidade de São Paulo, era uma delícia, ar puro, e eu, quando criança, adorava esse espaço todo pra passear com meu pai pela mata...me balancei em cipós, bebi água de bambú, comi palmito (na época tinha muito - muito mesmo - aqui), tinham várias nascentezinhas com peixinhos (inacreditável, mas é verdade), chegamos até a ver macacos por aqui. E agora, quando olho, só vejo prédios, casas, asfalto, invasões, e volta e meia...aquela fumaça horrível dos incêndios. Isso me entristece muito. A criançada de vez enquando, adora "por um foguinho no mato", mas na maioria das vezes, os incêndios são causados por pessoas que querem eliminar a vegetação para invadir, demarcar terrenos e construir casas sem a menor infra-estrutura urbana, e depois vão até à prefeitura ou às emissoras de TV reclamar que a prefeitura não faz a sua parte, cuidando da iluminação, saneamento e pavimentação das ruas. E a prefeitura, por sua vez, não realiza fiscalização quanto à essa questão das invasões. E assim as favelas, hoje delicadamente chamadas de "Comunidades Carentes" vão crescendo cada vez mais, sem controle algum. Não sei se tenho conhecimento suficiente pra abordar o assunto da maneira como fiz nessa publicação, porém, como cidadã e amante do meio ambiente, estou escrevendo somente o que eu tenho observado à anos. Me lembro de ter discutido com um conhecido sobre esse assunto dos incêndios aqui na Cidade Tiradentes, e me lembro dele ter dito que era um exagero eu me preocupar com isso e que eu deveria me preocupar com o desmatamento na amazônia que "essa sim é importante" - essas foram as palavras dele, não preciso nem comentar nada, não é?
Enfim, deixo registrada aqui, essa postagem pra reflexão - "se é que eu posso assim dizer"!

Só mais uma consideração: Todos nós sabemos do problema social da falta de moradia para as pessoas que não tem condições financeiras de adquirir sua casa, mas estas mesmas pessoas não podem pensar que tem o "direito" de invadir um terreno privado ou público pra construir suas casas de qualquer jeito. Elas têm sim o "direito à moradia, mas NÃO DESSA FORMA, não é?

Lembre-se: O Nosso direito termina onde começa o direito do próximo!

Agora sim...por hoje chega.

(É...rsrs, era pra ser uma passadinha rápida!!!)

No mais, compareçam ao Viva a Mata 2008, garanto que vocês não vão se arrepender.

foto: http://www.sosma.org.br/blog

2 comentários:

Gigi disse...

Gisele, eu fui antes de ler seu blog. Meu pai estava expondo junto com o grupo do Arte em Pneus, sabe? Ele é quem faz os carrinhos.
Um pena eu não ter lido o post antes, senão teria idop visitar seu stand!
O evento foi o máximo!
Beijos, boa semana!

Mr. Ramirez disse...

Olá, sou irmão do Flavio e odeio quando as pessoas passam no meu blog pra ler e não deixam um comentário, então só queria deixar mesmo. Gostei do post ! nossa eu não acredito que a C.T. era assim tão bacana, eu já sabia que tinha muita mata e até nascentes eu cheguei a ver, mas palmito e macacos... nem imaginava !
Eu tenho a desculpa de não poder ir ao evento porque estou aqui no Ceará, mas deve estar muito legal mesmo. parabéns pelo trabalho !
Se tiver curiosidade visite meu blog também:
http://ummalucononordeste.blogspot.com