segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Ausência

...Mas, a culpa é minha, toda minha!

Minha, porque, sempre que posso, dou minha ausência como prêmio à quem não sente a minha falta, afinal, já dizia o velho ditado:

"Quem não é visto, não será lembrado."

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Pretensiosa

Ela é segura de si, e, tem consciência
de suas qualidades, seus dotes, seus atributos.

Defeito?

É pretensiosa por demais...

...Ao ponto de querer que 'ele' reconheça
todas as suas qualidades, seus dotes,
seus atributos.
Acima de tudo,
todas as possibilidades além dos lençóis.

 Quanta pretensão!"

quarta-feira, 3 de julho de 2013

terça-feira, 2 de julho de 2013

segunda-feira, 11 de março de 2013

Subentendido

















"Ando buscando inspiração
para dizer, nas entrelinhas,
tudo o que penso
Porque penso que lhe ser tão clara
seria como o vento te soprando um furação
Pois minha verdade te derrubaria
e te roubaria o chão dos pés
É que nunca pensei invadir seu espaço
Ainda não fui convidada a tal feito
E, se eu tenho algum direito
Diga, por favor!"

(Giselle Vergna 12/09/2012)

O Amor Envelhece?


"O amor está ficando velho e cansado.
Cansado, porque não posso praticá-lo
Cansado, porque não posso usá-lo em sua totalidade,
e, ele é tão grande que eu demoraria uma vida inteira pra gastá-lo.
Está ficando velho e empoeirado, mofando dentro da gaveta,
porque não posso mostrá-lo, é errado! Tem que esconder!
O amor está velho e cansado de tanto esperar.
Está ficando cansado, 
porque não sobrevive a 20 minutos de cama...
...ou duas horas por semana..."

(Giselle Vergna - 11/01/2013)

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Aperte o 'FODA-SE' e seja feliz!


Então...é assim: Há muito tempo deixei de me importar com o que os outros pensam à meu respeito. No passado, por conta disso, deixei passar por mim, excelentes oportunidades, deixei inclusive de realizar alguns sonhos que eu tinha (na verdade, só adiei a realização deles) ...justamente por me importar com a opinião alheia, e mesmo a opinião de pessoas do meu convívio, como família, amigos, namorado...enfim...

Com o tempo, fui percebendo que o que eu estava fazendo na verdade era tentando agradar a todos à minha volta, menos a mim, que era o que realmente interessava, e, me magoando, me anulando cada vez mais como 'indivíduo'. Deixei de fazer muita coisa, deixei de me expressar da maneira como eu queria, por pensar primeiro se fulano aprovaria, se ciclano acharia imoral, e bláh, bláh, bláh. O fato é que o que parece certo para algumas pessoas, para outras pode não ser, e vice e versa. Como minha mãe diz (apesar de não praticar as palavras que profere): "Cada cabeça uma sentença".

Mas como todo ser humano (ou não, né...vai saber?) eu preocupo com a minha integridade moral. Também não vou sair por aí feito uma louca, fazendo ou dizendo tudo o que me dá na telha, é claro! Mas, descobri que sou realmente livre, meu pensamento é livre, minha opinião é livre, por mais que alguns não concordem, ainda assim é a MINHA opinião. Isto não significa que eu não possa mudar de opinião, porque, outra coisa que eu aprendi durante esses anos todos foi a ouvir os outros lados da história e refletir.

Fui criada e educada moralmente pra não me expor de maneira displicente e vulgar. Aprendi direitinho, mamãe! Sei bem me comportar. Mas isto não significa que não posso dar uma gargalhada daquelas que faz todo mundo se incomodar com o riso alto, não me impede de frequentar quantas e quais baladas eu quiser, ou, dançar de maneira ridícula e pagar o maior mico. E, porque sou mulher, não significa que eu não possa falar palavrões, e eu falo muitos!!! Não significa que eu não possa me relacionar com quem e "com quantos" eu quiser (apesar de não gostar desse negócio de "ficar" ou "pegar"). Quem me conhece DE VERDADE, sabe que não sou disso, e sabe também que gosto de relacionamentos duradouros, com amizade e cumplicidade e não fricotes de uma noite e nada mais.

Aí, alguém vai ler isto aqui e vai se perguntar: "Mas, se ela não se importa, por que tá dizendo tudo isso nesse texto?"

É porque as vezes, sinto as minhas orelhas queimarem, aparentemente sem motivo...rs

Não! Claro que não é isso!

Eu disse, no começo, que não me importo mais com a opinião alheia sobre a mim e a vida que eu levo, mas, não significa que eu não vá me incomodar com ironias e piadinhas infames a meu respeito, que eu percebo no ar por aí. E acredite se quiser...até minha mãe faz isso, sem querer, mas, faz. O fato é que, estou solteira há quase três anos (por opção!). Eu precisava, e, ainda preciso desse tempo sozinha. E, não! Não estou me colocando à disposição! Deus me livre!!!

Enfim, chegamos ao fim to texto! O que eu realmente queria dizer com tudo isso é: Vou onde eu quiser, faço o que eu quiser, saio com quem eu quiser, 'dou' pra quem e pra quantos eu quiser, e ninguém tem nada a ver com isso a não ser eu mesma!!!

E se tem alguém incomodado com isso, por gentileza...Primeiro, pague todas as minhas contas! Assim, talvez lhe concederei o direito de falar sobre mim e a vida que eu levo deixo de levar. Daí, logo depois -VÁ SE FODER-, e cuidar da sua vidinha feliz!

E, siiiiiiiiiiiiiiiiiim...antes que alguém responda com outra: Isto é sim, uma puta d'uma indireta!

E... um delicioso e sonoro -FODA-SE!- pra quem de repente se ver vestido com essa carapuça :-D

Peguei pesado, eu sei. Mas, as vezes é necessário apertar o foda-se e ser feliz ;-)