terça-feira, 19 de dezembro de 2006

O Medo de permanecer na penumbra













Meu coração amanheceu na escuridão,
Penumbra feito um muro sem fim
Coração murcho, e sem motivo pra sorrir
Porque meu coração ainda chora
por ontem, a dor do ir
Ida sem uma palavra, ou despedida.
Por ter ficado com
o verso, o dorso, as tuas costas,
essa foi a ultima visão que tive.

____________________________________________


Queria contar que meu fim de semana foi incrível!
Deu tudo certo...minha banda arrecaçou no som...e de brinde, eu ainda me entendi com um grande amigo, que eu achei ter perdido...mas é verdade que nada dura pra sempre...inclusive as brigas. Tudo foi esclarecido, e acabou em lágrimas de felicidade e um grande abraço, e quase sem palavras, tudo foi resolvido apenas com um cruzamento de olhares sinceros.
Mas é claro que a conversa foi inevitável. Eu fico muito feliz por ter recuperado esse amigo, e ter entendido que os maus entendidos acontecem à todo momento, e é difícil percebê-los quando se tem um bando de gente mal intencionada, ou invejosas...sei lá o que aconteceu, mas o fato é que algumas pessoas de fato se aproveitaram da situação pra pixar ainda mais a confusão...mas...
Felizmente tudo foi resolvido.
Eu to feliz..."por isso"

Mas triste por outras coisas...

Ontem, acabei passando perto de um abismo, e eu dei uma pisada em falso e quase cai...ainda estou à beira desse abismo, balançando, com medo de cair...e ficando tonta com a visão lá embaixo...não tá dando pra ver o chão...e isso me apavora.
Amor...me desculpe, mas eu não merecia ter ficado com a visão das suas costas.
____________________________________________________________

Te vejo errando e isso não é pecado
Exceto quando faz outra pessoa sangrar
Te vejo sonhando, e isso dá medo
Perdido num mundo que não dá pra entrar
Se não souber voltar, ao menos mande noticia
Cê acha que eu sou louca,
mas tudo vai se encaixar...
To aproveitando cada segundo,
antes que isso aqui vire uma tragédia
E não adianta nem me procurar
em outros timbres, outros risos
Eu estava aqui o tempo todo,
só você não viu...
Você tá sempre indo e vindo, tudo bem!
Dessa vez eu já vesti minha armadura
E mesmo que nada funcione...
Eu estarei de pé...de queixo erguido.
Depois você me vê vermelha e acha graça,
mas eu não ficaria bem na sua estante...
Só por hoje não quero mais te ver.
Só por hoje não vou tomar minha dose de você.

segunda-feira, 4 de dezembro de 2006

Sensação de vazio...Denovo? Por que?

Acordei estranha hoje,
Uma estranha sensação de vazio sem motivo.
Sensação de que falta alguma coisa.
Algo que eu deixei de fazer,
Algo que eu deixei de dizer,
Ou algo que está pra acontecer,
E o meu "sexto sentido" já pressente.
Ainda não consigo definir se isso é ruim...
Talvez ao longo do dia eu perceba.
Talvez seja a falta de vergonha,
Falta de juizo,
Falta de bom senso em alguns momentos,
Ou falta de amigos,
Falta de bons conselhos...
Existem bons conselhos?
Já sei!!!
É a falta de experiência,
Me falta mais convivência com o mundo,
Com o mundo verdadeiro
Nú e crú, cruel como ele realmente é!
Na verdade, eu sempre tive certeza
de que tinha os meus pés no chão.
Quanta ironia...
Sempre condenei os "sonhadores de olhos abertos"
Quando dei por mim...
O chão estava longe dos meus pés.
Fiquei com um medo absurdo de cair de lá de cima.
O chão estava muito, muito longe dos meus pés.


ish...sinceramente, não sei porque eu escrevi isso...abri meu blog só pra dizer que eu acordei com essa sensação de vazio...e de repente saiu tudo isso.